domingo, junho 15, 2008

Jogo dos 10 erra na concordância

Faustão é famoso por reclamar de erros da sua equipe, muitas vezes para encobrir os seus próprios. Desde a estréia do Jogo dos 10 ele teria razão de criticar seus redatores, por errarem na concordância verbal das perguntas do quadro, mas ainda não o fez — provavelmente porque também faltou nessa aula.

O game tem enunciados do tipo "Qual a porcentagem de brasileiros que contrataria (sic) um ex-presidiário?". Mas a gramática é clara: o certo seria o verbo concordar com brasileiros, e não com porcentagem. Afinal, a porcentagem nunca poderia contratar ninguém. A pergunta deveria ser "Qual a porcentagem de brasileiros que contratariam um ex-presidiário?".

Não se trata de um lapso, mas de um erro contínuo. Desde a primeira edição, a concordância está errada. Passados quatro domingos, ninguém foi capaz de corrigí-lo.

Atualização em 6 de julho: O Tevê Aberta estranhou a concordância das perguntas do Jogo dos 10, quadro do Domingão do Faustão, o professor de português Pasquale Cipro Neto também. Procurado pela produção do programa, o especialista pesquisou e afirmou que está correto tanto dizer "a porcentagem de brasileiros que viu" quanto "a porcentagem de brasileiros que viram". O professor não explicou a regra, mas manuais de redação de grandes jornais apontam que é preferível usar o plural, diferentemente do que tem feito o Domingão.

5 comentários:

Fubx disse...

Como leitor assíduo do site vim contestar o post contribuindo para a continuidade da boa qualidade do mesmo. não sou especialista, linguísta, e nem professor de português, mas com o pouco que eu sei, a concordância nas perguntas está certa. na frase "Qual a porcentagem de brasileiros que contrataria um ex-presidiário?", o sujeito não é "percentagem" e nem "brasileiros", mas sim "percentagem de brasileiros". E esse sujeito é singular. O plural seriam "percentagens de brasileiros". Outro indicativo de que o verbo deve ser conjugado no singular é o pronome relativo "Qual", que é singular também, e não "Quais" que é plural. Sendo assim o verbo conjugado de forma correta seria "contrataria" (contratar, futuro do preérito do indicativo, 3ª pessoa do singular), como vem sendo exposto no programa.
voltando a lembrar, não sou nenhum defensor da rede globo, mas um amante do bom português. =)
espero não ter sido desreipeitoso.
forte abraço e parabéns pelo blog!
abraço.

PSiCoLoKo disse...

Não sou um profundo conhecedor da nossa língua portuguesa, mas acabei de ver mais uma da nossa amiga Globo.
Durante o Fantástico, o apresentador, ao retificar o nome de uma pessoa citada na reportagem, corrige dizendo:
...QUE FOI DITA ""ERRADAMENTE"".
A única coisa feita "erroniamente" foi a utilização desta palavra, "ERRADAMENTE", infeliz posta por um apresentador de uma emissora que atinge uma grande parcela da sociedade.

teve aberta disse...

Psicoloko,
existem dois adjetivos derivados de erro: errado e errôneo. Então pode-se usar erradamente e erroneamente. Pode soar estranho, mas erradamente está certo.

Anônimo disse...

Lembrando um velho professor que dizia: - "se lhe dói aos ouvidos, provavelmente está esrrado", considerando a dificuldade do apresentador de repetir a frase como escrita e, ainda, que o Profº Pasquale poderia não ser a última palavra, que tal obter a opinião de outros professores?

Anônimo disse...

Lembrando um velho professor que dizia: - "se lhe dói aos ouvidos, provavelmente está esrrado", considerando a dificuldade do apresentador de repetir a frase como escrita e, ainda, que o Profº Pasquale poderia não ser a última palavra, que tal obter a opinião de outros professores?