quinta-feira, março 06, 2008

Globo é condenada por plágio em minissérie

A Globo foi condenada na Justiça por violar os direitos autorais da escritora Eliane Ganem. Os desembargadores da 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça entenderam que a rede copiou personagens criados por Eliane na minissérie Aquarela do Brasil, assinada por Lauro César Muniz (hoje na Record).

Um perito contratado por Eliane detectou 32 semelhanças entre o texto registrado por ela em 1996 na Biblioteca Nacional e o da minissérie que foi ao ar em 2000. O título, por exemplo, era o mesmo. A escritora disse ter enviado a sinopse para Globo, Manchete e SBT.

A decisão, de 12 de novembro de 2007, só foi divulgada agora porque o processo estava em segredo de Justiça. O TJ decidiu que Eliane deve receber R$ 100 mil em indenização por danos morais, mais o cachê pago a Lauro César Muniz. A escritora considerou o valor baixo e, por isso, recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ). A Globo também recorreu, ao TJ. [Via]

Leia também
Universal usa Record para intimidar jornalistas
Lauro César Muniz critica direção da Record

2 comentários:

Anônimo disse...

vai ver foi porisso que ele saiu da globo... deve tá plagiando agora na record...

Téka disse...

É, talvez, agora vai plagiar outros na Record que copia tudo de todos mesmo.