terça-feira, março 18, 2008

Custe o que Custar alia humor a conteúdo


Repórter iniciante entrevista Gretchen

Foi um mau começo. Às 22h15, horário anunciado na propaganda, a tevê já estava ligada na Band. Vinte minutos depois, nenhum sinal do programa prometido. No lugar, velhas pegadinhas sem-graça — idéia do "genial" programador da emissora para escapar da concorrência com o Big Brother Brasil.

Fim do BBB, enfim o CQC. Custe o que Custar, humorístico cujo formato foi comprado pela Band, entrava no ar com o experiente Marcelo Tas, o caricatural Rafinha Bastos e o ainda tímido Marco Luque na bancada. Tudo levava a crer que a atração seria uma espécie de Pânico na TV genérico, mas bastou a edição de estréia para ressaltar as diferenças entre os dois humorísticos.

O CQC acertou ao não se debruçar exclusivamente sobre o universo das "celebridades", explorado ad nauseam pela turma de RedeTV. Enquanto as entrevistas com uma ex-BBB e com uma futura apresentadora da Band foram os piores momentos, a conversa de Gretchen com o "inexperiente" repórter interpretado por Danilo Gentile foi um dos pontos altos.

Só não superou os momentos em que o programa se aproximou do universo político, possivelmente na tentativa de conquistar um público mais adulto. Rafinha Bastos conseguiu a façanha de aliar sarcasmo a prestação de serviço: esteve na Sabesp para cobrar o funcionamento de estações elevatórias de esgoto e esperou ser atendido sentado num vaso sanitário. Seja bem-vindo à tevê, humor com conteúdo.

Alguns pequenos ajustes, para acabar com os exageros de movimentação de câmera, de efeitos na edição e de imagens no telão podem estabelecer o Custe o que Custar como uma alternativa às piadas vazias do Pânico na TV e do Casseta & Planeta. Foi um bom começo.


Rafinha denuncia descaso com tratamento de esgoto em SP (Parte 1)


Rafinha denuncia descaso com tratamento de esgoto em SP (Parte 2)

Leia também
Sucesso no Pânico como Christian Pior, Evandro Santo fala ao Tevê Aberta
Aqui Agora constrange em sua reedição

4 comentários:

Alle Nascimento disse...

de fato a matéria da sabesp foi genia, utilissima, de uma forma sem comparação...

sid stradiotti disse...

Gente muito obrigado por postar esse videos desse programa que atende tudo o que sempre quis ver na tv,não consegui assistir a estreia pois acordo muito cedo e nao consigo ficar ate tarde vendo tv.Parabéns a grande iniciativa do grupo bandeirantes por esse programa.Tenham certeza que vcs aumentaram no conceito de grande fatia da audiencia nacional.Humor inteligente e o que falta nesse grande pais sem educaçao.Parabens mesmo!!SS

hades779 disse...

E isto ai..... Toma dona Sabesp.....

Anônimo disse...

Ao Sr. Rafinha Bastos,
Parabéns pela reportagem, como funcionário da SABESP me sinto envergonhado pela nossa atuação no saneamento do Estado de São Paulo. Temos outras situações parecidas que podem interessar, assim pedimos entrar em contato. E o nosso Governador está falando em Privatizar a Empresa, talvez seja bom mesmo.
Abraços!