Na tentativa de criar polêmica e aumentar a audiência do Big Brother Brasil 8, a direção do reality show está cogitando anular a prova de resistência que coroou Alexandre líder. Ele não corria o menor risco de ser indicado ao paredão. Ainda assim, sabe-se lá por quê, passou cerca de 15 horas segurando um totem até que os outros participantes desistissem.

O problema, segundo a equipe, é que Alexandre só ganhou porque combinou com Marcos e Tathiana — os últimos a sair. Os três jogaram "zerinho ou um" para decidir quem desceria do totem. O modelo apostou melhor e acabou recebendo o colar da liderança.

O veredicto será anunciado na edição de hoje do programa. A anulação poderia ser encarada como uma forma de beneficiar a dupla Marcelo e Gyselle, que foram votados por Alexandre nas semanas anteriores. A liderança deve ser disputada novamente — abrindo caminho para uma vitória de Gyselle, o que a livraria do paredão — ou ser herdada por Thalita — a última a desistir antes do "zerinho ou um".

Post atualizado às 20h11

1 comentários:

Mel disse...

isso tem cheiro mesmo de armacao!!!