Hoje, às 23h05m, a Globo abre espaço em sua programação para personagens quase sempre ausentes de suas produções: jovens negras e pobres, da periferia de São Paulo. São elas Preta (Negra Li), Barbarah (Leilah Moreno), Mayah (Quelynah) e Lena (Cindy Mendes). A luta das quatro contra o preconceito e pela sobrevivência será contada na série Antônia, inspirada no filme homônimo de Tata Amaral — que estréia em fevereiro de 2007.

A atração mostra a dura vida de quatro cantoras de rap, moradoras da Brasilândia, que formam o grupo Antônia. Produzida por Andrea Barata Ribeiro, Bel Berlinck e Fernando Meirelles, da O2 Filmes, a série terá cinco episódios, dirigidos por diferentes diretores: Luciano Moura (De Volta Para Casa), Tata Amaral (Qualquer Maneira de Amor Vale a Pena?), Roberto Moreira (Nem Tudo é Relativo), Fabrizia Pinto (Toque de Recolher) e Gisele Barroco (Fidivó).

2 comentários:

Anônimo disse...

PARABÉNS, COMENTARIO PERFEITO OU QUASE PERFEITO, SÓ ACHO QUE ESQUECEU DE COMENTAR O PAPELÃO QUE FIZERAM COM ELIANE GIARDINE, UMA ATRIZ TÃO TALENTOSA, ESQUECIDA NA NOVELA TODA, EM UM PAPEL MEDIOCRE E SEM NENHUM CONTEÚDO

gisele disse...

concordo com o anônimo. era o núcleo mais chato da novela e com dois atores bons.