A seção Tevê Retrô reúne vídeos de programas da televisão aberta que deixaram saudade


Zeca Pagodinho no Chacrinha


Sidney Magal no Chacrinha

Na segunda-feira 19, a escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense levará para a Sapucaí um enredo sobre a história do bacalhau. Ok, o tema é bem insólito, mas pelo menos dá oportunidade à carnavalesca Rosa Magalhães de citar um dos homens responsáveis pela divulgação deste peixe no Brasil: Chacrinha. O apresentador, que morreu em 1988, ainda é lembrado por jogar bacalhau para a platéia. Os vídeos acima matam um pouco da saudade do "velho guerreiro" e do clima descontraído de seus programas, que reuniam de Wando a Chico Buarque.

Clique no marcador Tevê Retrô (abaixo) e veja mais vídeos antigos

1 comentários:

Jonas disse...

O chatíssimo Chacrinha só é louvado porque morreu e faz parte do passado da TV. Tudo que é antigo tende a ser lembrado com carinho - basta ver que até a Gretchen faz sucesso com shows musicais.

Cá entre nós, Gugu, Faustão e Ratinho fazem muito menos que o Chacrinha - mas muito menos MESMO! - e são execrados pela mídia.

Se Ratinho atirasse um bacalhau no público, ele seria imbecil, grosseiro, inaceitável. Quando Chacrinha atira, ele é o velho guerreiro, um ícone da televisão.

Reclamam que Faustão não deixa o convidado falar e fica interrompendo? Oras, assistam ao Chacrinha, pra ver que ele não apenas interrompe quando o convidado fala, mas ele interrompe no meio das MÚSICAS!! Mas disso ninguém fala...

Comigo não, violão. Nunca vi apresentador mais chato que esse Chacrinha.