Trecho da entrevista de Zélia Cardoso de Melo a Amaury Jr

É senso comum que os apresentadores de colunas sociais eletrônicas precisam manter boas relações com todos seus possíveis entrevistados — ou correm o risco de perder declarações deles. Mas alguns colunistas confundem intimidade com promiscuidade (mistura desordenada, convivência muito próxima, segundo o dicionário Houaiss). Em seu programa deste sábado, Amaury Jr (RedeTV) deu mais uma demonstração de que é um dos apresentadores que administra mal seu relacionamento com algumas figuras da vida pública brasileira.

O colunista recebeu para uma entrevista a ex-ministra da Economia Zélia Cardoso de Melo e, logo em seu "discurso" de apresentação da convidada, enfatizou a absolvição dela — questionada pelo Superior Tribunal de Justiça — por envolvimento no esquema PC Farias. Política à parte, o novo encontro de Zélia e Amaury se soma a pelo menos outros dois. O número de entrevistas impressiona quando analisada a reclusão da ex-ministra, que se recusa a conversar com outros programas de tevê.

E por que Zélia opta por falar somente com Amaury? Provavelmente porque o apresentador se propõe a fazer as perguntas que a ex-ministra gostaria de responder, ao invés de confrontá-la com questões relevantes para o povo brasileiro — função primeira de um jornalista (e Amaury se considera um). O mesmo acontece com a relação do ex-comandante do prograna Flash com Paulo Maluf.

Se essas entrevistas servem apenas para defender pessoas cujas ações são questionadas pela Justiça e pelos cidadãos, e não para cobrar deles respostas às perguntas do povo brasileiro, é melhor dar continuidade à velha fórmula de tratar de festas e outras frivolidades.

1 comentários:

Gilberto disse...

O Luiz Fernando Guimarães é o próprio Amaury no programa Minha Nada Mole Vida. Só que nesta comédia ele representa apenas o Amaury(velho jabazeiro de sempre) que trata, como vc diz, das frivolidades.
Mas nesta entrevista com a Zélia, o Amaury demonstra ser bem pior do q um garoto propaganda dos empresários ou das pessoas que possam patrocinar (direta ou indiretamente) seu programa e sua revista. Ele até pode dizer que é um jornalista, mas me recuso a vê-lo como tal.